Resenha do filme: cinquenta tons de preto

Sabe aqueles filmes que o estúdio faz só para gastar dinheiro? Então esse é o caso do ‘Cinquenta tons de preto’ o filme é uma paródia de outro filme muito ruim o ‘cinquenta tons de cinza’ o filme é fortemente fiel ao titulo original, então caso você nunca tenha assistido ao titulo original não tem problema, pois você vai entender, pois é praticamente a mesma coisa, claro que ‘o cinquenta tons de preto’ tem uma abordagem mais sarcástica e humorística, humorística em teoria, pois você não dá uma risada com o filme, você meio que fica esperando ele acabar. Os personagens são extremamente superficiais e não existe coerência na história, os personagens do filme passam quase uma hora do mesmo fazendo sexo e quando não estão fazendo sexo estão falando ou pensando em sexo, claro que esse é o objetivo do filme ‘zuar’ ‘cinquenta tons de cinza’.

A dublagem do filme é mal feita, parece que só existe uma coisa boa no filme; ele é curto, ele dura mesmo de uma hora e meia, a dublagem para o PT-BR fala sobre algumas celebridades do Brasil, parece que o filme foi escrito em apenas um dia.

O filme é meio que uma tortura, dirigido por Michael Tiddes o mesmo diretor de ‘Inatividade Paranormal’, existem alguns filmes que são difíceis de acreditar que saiam do papel, pois são extremamente ruins, como o próprio nome do filme ‘cinquenta tons de preto’ praticamente 90% dos personagens são negros, queria ver se fosse a contrario o rebuliço que iria dar.

Não vale a pena, o filme é extremamente ruim, não valem seu tempo perdido e ainda mais se você iria ao cinema assistir ele, um filme que nunca deveria ter saído do papel.

 

Deixe uma resposta